Buscar

10 perguntas que os conselhos querem saber sobre segurança cibernética.

Atualizado: Nov 20

Por: Alex Amorim, ⌚ 10/11/2021 às 10h - Atualizado em 20/11/2021 às 00h59


10 perguntas que os conselhos querem saber sobre segurança cibernética.

O conselho exerce um papel fundamental dentro das empresas com uma visão de futuro e um colegiado com uma vasta experiência multidisciplinar direcionando os caras executivos de acordo com as expectativas dos investidores.

Visto que estamos vivendo uma pandemia de ciberataques o Board para o melhor direcionamento precisa saber exatamente alguns indicadores para não ter surpresas nesta definição estratégica. Um dos indicadores muito importantes são sobre o nível de defesa cibernética da empresa.

1 - temos um time dedicado de segurança da informação?

2 - qual o nível de maturidade frente a padrões internacionais como: NIST, CIS20 etc?

3 - qual o status da evolução do planos diretor de segurança da informação?

4 - qual o nível de investimento realizado e planejado neste jornada?

5 - Estamos vulneráveis? Qual meu nível de exposição frente a estas ameaças #cibernéticas?

6 - Somos um alvo? Ou as empresas que possuem interconexão são potenciais alvos?

7 - Posso ser a porta de entrada para potencias ataque no ecossistema (empresas a qual temos conexões sistêmicas)?

8 - Qual meu nível de maturidade frente à um ataque de #Ransomware?

9 - Meus times estão preparados para responder?

10 - Qual o custo operacional de um ataque cibernético?

Cada vez mais o #Board tem um papel fundamental frente aos acionistas estarem sintonizados com estes Hype Cycles. Nos cursos de formação de conselheiros começa-se a falar sobre o tema de segurança da informação e privacidade com isso surgindo a oportunidade de líderes de segurança com visão estratégica começa a ter possibilidade de ajudar nesta jornada.

Uma tendência já apontada pelo Gartner é que as empresas abram uma vaga em seus conselhos administrativos para um executivo de #cibersegurança. De acordo com a consultoria, em 2025, 40% dos conselhos de administração terão um comitê de segurança cibernética supervisionado por um membro qualificado do conselho, contra menos de 10% hoje. Comentário que fiz no Valor econômico de 19/10/2021.

Espero que este artigo ajude na simplificação das conversas entre o Board junto aos times técnicos facilitando em tomadas de decisão com a visão que investir em segurança não é um custo e sim uma possibilidade de dormir um pouco mais tranquilo nestas noites que não bem sendo fáceis.


Link da publicação: https://www.linkedin.com/pulse/10-perguntas-que-os-conselhos-querem-saber-sobre-seguran%C3%A7a-amorim/